Home

Sexshop Ousadias

Estado do Tempo C

Pouco Nublado

02 Mar - 23:00

Tempo

Mapa

Jornal

Farmácias

Empresas

Onde Comer

Noite

Classificados

Contactos

Pesquisar

Porto XXI
Takitudo

Caves do Vinho do Porto

Saiba o que pode visitar

Opções

 Lista de Caves 

Kopke & Cª LDA

Endereço:

Rua de Serpa pinto, 183/191
4400-307 V.N. Gaia

Contactos:

Tel: 223 752 395   Fax: 223 751 939

Site: www.kopkeports.com

Logotipo0

HORÁRIO

Junho a Setembro
Todos os dias 09.30H - 19.00H

Outubro a Maio
Segunda a Sexta 10.00H - 18.00H
Sábado / Domingo com marcação

SERVIÇOS DISPONÍVEIS

Passe com o rato em cima das

imagens para ver o significado

 Converte Imagens Texto

TRANSPORTES

Clique no autocarro para consultar o Mapa da Linha

900

Trindade

Vilar de Andorinho

901

Trindade

Valadares

904

Cordoaria

Coimbrões

906

Trindade

Madalena

ACOLHIMENTO LINGUÍSTICO

- Português ( Portuguese)
- Inglês(English)
- Francês (French)

Uma família alemã, de nome Kopke, originária de Hamburgo, veio fixar-se em 1636 em Lisboa onde Nicolau Kopke desempenhou o cargo de Consul Geral da Liga Hanseática. Dois anos mais tarde, em 1638, seu filho Cristiano Kopke estabeleceu-se no Porto como comerciante e exportador de produtos portugueses, sendo ao mesmo tempo Consul no Norte, e deu início à exportação também de Vinhos de Mesa produzidos na região, como parte do seu negócio. Quando o vinho – agora chamadoVinho do Porto – foi reconhecido, a Casa Kopke que é hoje em dia a mais antiga firma exportadora de Vinho do Porto, tornou-se um dos leaders de tal comercialização (1670/1680).

Ao longo de muitas gerações, a Companhia foi dirigida por vários membros da Família Kopke, vindo a obter uma excelente reputação para os seus vinhos. Devido a um enorme incêndio que destruiu os escritórios em 1882, é muito difícil hoje conhecer tudo acerca da família que sempre esteve ligada à sociedade. Sabe-se que em 1756, data da fundação da Real Companhia – era Primeiro Ministro, na altura, o Marquês de Pombal – foi nomeado para a sua "Junta" Nicolau Kopke um dos membros da família na empresa nessa altura. Nicolau Kopke desempenhou, durante o século XVIII, um papel importante no comércio do Vinho do Porto e teve uma grande influência na Real Companhia, sendo notável a evolução do comércio de Vinho do Porto sob a orientação de Marquês de Pombal.

Recentemente fomos contactados por Dr. Claus-Juergen Pickenpack de Aachen que teve a amabilidade de nos fornecer algumas informações sobre a origem dos fundadores da nossa empresa. Assim, o Dr. Pickenpack escreveu:

I found your very interesting historical presentation of Kopke as well as of Barros in the internet. The origin of the Kopkes is the "Altes Land" (terra vetus), a marsh south-west of Hamburg with the central village of Jork. There still leave several bearers of that name. A lot of the important hamburgian families come from there. Even the family of the king of Tonga.

In German it is written "Köpke" and comes from "Jacob" (Kopeke). They were officials and tradesman in the state of the archbisdom of Bremen / Verden. My father was a friend of Wihelm Koepke, who run a fruit-import firm in Berlin. My younger brother overtook this firm.

A Família Kopke, em que prevalecem e se sucedem os nomes de Christiano e Nicolau, manteve sempre uma boa relação com a sociedade da época, e foi desde muito cedo considerada Portuguesa. O seu último membro, Joaquim Augusto Kopke foi condecorado por serviços militares prestados à Coroa, pela Rainha D. Maria II, dando um enorme contributo ao comércio Português ( foi Presidente da Câmara do Porto, fundador da Associação Comercial do Porto e seu Director desde 1850 a 1858, tendo desenvolvido várias sociedades na cidade ), depois de ter participado nas Lutas Liberais, vindo a ser feito Barão de Massarelos. No entanto, foi ele que introduziu na casa Kopke um sócio inglês pertencente à Família Bohane sócia da sua agência em Inglaterra – Mason Catley & Co. - que passam a controlar a Sociedade a partir de 1870.

Com a morte de Joaquim Augusto Kopke, em 1895, chegaram ao fim 257 anos consecutivos de ligação da Família Kopke à Casa que tinha o seu nome. A partir de então, C. N. Kopke & Cº tinha como proprietária a Família Bohane que dirigia a empresa a partir de Londres ( onde detinha grande parte dos seus interesses económicos ) com um sócio residente em Portugal. Infelizmente quer a depressão quer a guerra mundial foram grandemente prejudiciais para os Bohane’s que viram a sua London House destruída. A dificuldade em gerir C. N. Kopke & Cº à distância, e os problemas financeiros, obrigaram Frank e Edgar Bohane a vender a Empresa em 1953 à Família Barros cujo leader Manuel de Barros estava então já ligado ao negócio da exportação do Vinho do Porto; A Casa Kopke manteve, no entanto, uma grande independência comercial. Manuel de Barros e os seus filhos, João Barros e Manuel Barros, dirigem a Companhia até meados dos anos setenta, tentando melhorar cada vez mais a imagem dos seus vinhos, e desenvolvendo uma importante e vasta unidade agrícola na Região do Douro. Isto é feito a partir da Quinta de S. Luiz onde tem sido implementado todo um trabalho de modernização de produção, juntamente com o plantio de vinhas das mais conhecidas e variadas castas.

A Família Barros continua a liderar a gestão da Empresa, a que se juntou entretanto uma nova geração determinada em manter a tradição da Casa Kopke como a “ Jóia“ dos vinhos que comercializa. Vendendo cerca de 1.300.000 garrafas de Vinho do Porto por ano ( num volume total de vendas do Grupo de mais de 6 milhões de garrafas ), a Casa Kopke tem sempre apostado na Qualidade dos Portos, principalmente através das suas “ Colheitas “ e Vintages.

A partir de 1995, Kopke iniciou também a produção de Vinhos do Douro DOC, da Região Demarcada do Douro. Desde os longínquos tempos da Exposição Mundial de Chicago em 1893 que os seus vinhos têm sido distinguidos, pela sua excelente qualidade, com altos galardões em concursos internacionais, tais como a Medalha de Ouro no “ International Wine Spirit Competition “ em 1996 para o Kopke Vintage 1985, a Grande Medalha de Ouro no “ I Concurso Internacional Cidade do Porto “ em 1998 para o Kopke Colheita 1938. Tais prémios confirmam o reconhecimento do esforço que continua a ser feito em prol do Vinho do Porto em geral, e do nome Kopke em particular. Procurando sempre a melhor qualidade para os seus vinhos, e registando um volume estável de vendas, a Casa Kopke continua nas mãos da Família Barros que se empenha desde longa data em manter o prestígio alcançado pelos produtos Kopke provenientes da mais antiga Casa Exportadora de Vinho do Porto, estabelecida em Portugal

 

[Adicionar aos Favoritos]    []    [Webmasters- Coloque no seu site]    [Recomende a um amigo]

[CHAT]    [Livro de Visitas]    [Crianças Desaparecidas]    [WebDesign]

Copyright © 1999 PORTOXXI.com - Todos os direitos reservados