Home Sexshop Ousadias

Estado do Tempo C

Pouco Nublado

02 Mar - 23:00

Tempo

Mapa

Jornal

Farmácias

Empresas

Onde Comer

Noite

Classificados

Contactos

Pesquisar

Porto XXI
Takitudo

Menu

Anedotas

Entretenimento Humor

Anedotas Alentejanos (405)

 

Anedota nº 476

O alentejano bate à porta e abre uma senhora:
Bom dia minha senhora. Vim arranjar a sua campainha.
Então ? Estava à sua espera ontem.
Eu sei, mas ontem toquei à campainha e ninguém atendeu.

20 votos

 

Anedota nº 475

Um ventríloquo está a contar anedotas de alentejanos num bar, quando um Alentejano irado se levanta e diz:
Está a insinuar que os Alentejanos são todos estúpidos ? Eu devia darlhe já um murro nesse nariz !
Desculpe... eu não queria.
Não estou a falar consigo.
Diz o Alentejano.
Estou a falar com aquele sujeito pequeno no seu joelho.

15 votos

 

Anedota nº 474

Dois Lisboetas foram pela primeira vez ao Alentejo. Quando iam pa assar por um homem que estava sentado à porta a olhar para eles, para não ficarem indiferentes dizem:
Bom dia! Têm belas terras por aqui.
E o alentejano respondeu:
Sim, belas terras, mas não dão nada.
Não dão nada como? Se plantar um tomateiro aqui de certeza que dá...
Ah! Bom! Se plantar... é claro.

13 votos

 

Anedota nº 473

O Ti Manel presenteia a filha, moça também alentejana, com um casaco de pele de raposa prateada. Satisfeitíssima, ela afaga o presente com as mãos comentando:
Como pode uma coisa tão maravilhosa vir de um animal tão pequeno, sem aparência, totalmente insignificante...
Alto lá! Se tu não me queres agradecer, vá lá. Mas também não precisas de ofender!...

19 votos

 

Anedota nº 472

Chega um Japonês a um bar no Alentejo e diz:
Soyha toyha poyha CocaCola!
Diz o Barmam muito admirado:
O mê amigo disse que queria uma garrafinha bem fresquinha do quêi ?

17 votos

 

Anedota nº 471

Há dois alentejanos que vão à feira de Beja e compram dois porcos, um para cada um. Então, chegam à aldeia e metem os dois porcos na mesma pocilga.
Entretanto, anoitece e um dos compadres começase a lembrar:
Os dois porcos estão na pocilga. Temos que fazer um sinal aos porcos para saber qual é o porco de um e o porco do outro.
No outro dia, diz um compadre para o outro:
Compadre, temos que fazer um sinal aos porcos para saber qual é o porco de um e o porco do outro!
Tá bem!
No outro dia encontramse, e diz um para o outro:
Então compadre, já fez o sinal ao porco?
Já sim senhor! Corteilhe metade do rabo.
Ó compadre, você não quer lá ver que eu fiz o mesmo ao meu?
Não há problema compadre! A gente faz outro sinal.
No outro dia:
Então compadre, qual foi o sinal que fez desta vez ao porco?
Olhe compadre, corteilhe metade da orelha direita!
Ó compadre, você não quer lá ver que eu fiz o mesmo ao meu?
Mas olhe! Deixe lá isso, você fica com o branco que eu fico com o preto!

15 votos

 

Anedota nº 470

Um viajante do norte chegou ao Alentejo. Como vinha muito cansado, decidiu descansar debaixo de uma azinheira.
Quando se deitou debaixo da árvore, reparou que em cima estava um alentejano a fazer:
Nhéee, nhéee!
O viajante, não querendo chatear o alentejano, dirigiuse para outra azinheira. Foi para outra mas, lá se encontrava outro alentejano a fazer a mesma coisa:
Nhéee, nhéee!
Dirigese de novo para uma outra árvore, mas nesta estava um alentejano a dormir. O indivíduo decidiu então sentarse debaixo desta árvore e dormir também, mas ao deitarse fez barulho e o alentejano acordou.
Perguntalhe então o viajante:
Ó compadre! Porque é que os seus colegas estão a fazer "nhéee, ...nhéee"?
Oh, esses sacanas já aí vem? Nhéee, ...nhé nhéee!

18 votos

 

Anedota nº 469

Sabes qual é a diferença entre um prego e um alentejano?
É que o prego tem cabeça!

16 votos

 

Anedota nº 468

Um alentejano entra para a Aeronáutica, na divisão de pára-quedismo. Recebe a primeira aula prática:
Estamos a dois mil metros de altura. O seu equipamento foi todo conferido. O senhor saltará por aquela porta. Ao puxar a primeira cordinha, o pára-quedas se abrirá. Se isso não acontecer, o que é pouco provável, puxe a segunda cordinha. Se ainda assim o pára-quedas não se abrir, o que é improbabilíssimo, puxe a terceira cordinha e ele abrir-se-á. Lá em baixo, haverá um jipe à sua espera, para levá-lo de volta ao quartel.
O alentejano salta. Puxa a primeira cordinha e o pára-quedas não se abre, puxa a segunda, nada. Puxa a terceira e nem assim o equipamento funciona. Ele começa a ficar preocupado:
Ai, Jesus! Agora só falta o jipe não estar lá em baixo!

16 votos

 

Anedota nº 467

O criado alentejano para o patrão:
- Vens agora da farra, hem, velho estúpido?
- Não, Ambrósio, venho do médico que me curou da surdez.

12 votos

 

 

Categorias:

Pesquisar

Colabora com o SuperDivertido enviando-nos anedotas para o email sd@portoxxi.com

 

[Adicionar aos Favoritos]    []    [Webmasters- Coloque no seu site]    [Recomende a um amigo]

[CHAT]    [Livro de Visitas]    [Crianças Desaparecidas]    [WebDesign]

Copyright © 1999 PORTOXXI.com - Todos os direitos reservados