Home Sexshop Ousadias

Estado do Tempo C

Pouco Nublado

02 Mar - 23:00

Tempo

Mapa

Jornal

Farmácias

Empresas

Onde Comer

Noite

Classificados

Contactos

Pesquisar

Porto XXI
Takitudo

Menu

Anedotas

Entretenimento Humor

Anedotas Animais (188)

 

Anedota nº 794

Em uma floresta da Colômbia, os animais tinham o estranho costume de usar todos os tipos de drogas. Certo dia, a girafa estava fumando um baseado, quando apareceu um coelho correndo, com alguns animais o seguindo e lhe disse:
Girafa amiga, não fume isso... Venha correr comigo para ficar em forma! A girafa ficou sensibilizada com a atitude do pequeno coelho, jogou o cigarro fora e seguiu o coelho. De repente eles viram um elefante cheirando cocaína e o coelho voltou a defender os seus costumes:
Elefante amigo, pare de cheirar isso! Venha correr connosco e perca alguns quilinhos! O elefante decidiu pensar na sua saúde, jogou o pó pro alto e começou a fazer cooper com o novo amigo. Então eles correram mais alguns quilómetros até que encontraram um leão usando lança-perfume. O coelho se apressou em dar seus conselhos:
Leão amigo, pare de cheirar essa droga! Venha correr com a gente e viver uma vida saudável. O leão largou o pano molhado em cima de um tronco, se aproximou do coelho e lhe deu uma patada violenta, que arrancou a sua cabeça. A girafa, o elefante e todos os adeptos da geração saúde ficaram enfurecidos com a atitude do rei da selva, até que o elefante tomou a frente e disse:
Leão, por que você fez isso com o pobre coelho? O leão, impiedoso, respondeu:
Esse cara me obriga a ficar correndo por aí toda vez que toma extasy!

17 votos

 

Anedota nº 793

Um cachorro vira-lata estava passeando na floresta (não me pergunte o que ele estava fazendo lá) quando se depara com uma pantera faminta vindo em sua direcção. Ao perceber que a pantera está decidida em servi-lo de almoço, o cachorro pensa rápido e começa a roer alguns ossos que estavam no chão, dizendo:
Ah, que delícia esta pantera que acabei de comer! A pantera para bruscamente e sai de fininho para não ser alvo da fúria do pequeno vira-lata assassino e o cachorro fica feliz da vida. Porém, ele não contava com um macaco que, do topo da árvore, tinha presenciado a cena e foi correndo contar tudo para a pantera, sua amiga de infância. Vendo a atitude do macaco, o cachorrinho fica desesperado e antes de pensar em fugir vê o macaco traidor se aproximando com a pantera, ainda mais faminta e furiosa. Novamente ele precisava pensar rápido e ao invés de sair correndo, resolveu ficar de costas para o perigo, como se nada estivesse acontecendo. No momento em que a pantera estava pronta para atacá-lo ele esbravejou:
Maldito macaco, preguiçoso! Faz meia hora que mandei ele trazer outra pantera para eu comer e até agora ele não voltou!

15 votos

 

Anedota nº 792

Sexta-feira à noite entra num desses restaurantes um porco-espinho. Ele procura uma mesa, senta e chama o garçon. O garçon toma o maior susto, pois nunca vira um porco espinho falar. Mas fica na dele, não comenta nada e atende o pedido do cliente. O porco-espinho janta, mal disfarçando a insatisfação com a comida. Ao final, pede a conta e toma um susto: os preços são realmente muito altos. Paga e já vai saindo meio fulo da vida quando o garçon diz a ele:
Me desculpe, mas essa é a primeira vez que eu vejo um porco espinho entrar aqui no restaurante.
Primeira e última. Com esses preços e essa comida ruim...

16 votos

 

Anedota nº 791

Uma senhora está farta de ficar sozinha a maioria do tempo e, procurando por companhia, resolve comprar um papagaio. Então ela entra em uma loja e pergunta o preço do animal, quando o dono da loja diz:
Olha, eu tenho esse papagaio aqui e lhe vendo por 20 euros! Ela fica feliz com o preço e resolve levar o bichinho, mas o dono da loja adverte:
Esse papagaio pertencia a um prostíbulo, antes de eu tê-lo comprado. Portanto, ele fala algumas grosserias de vez em quando, mas é muito esperto. Como a senhora estava muito determinada a comprar o papagaio, leva o bicho e o coloca em uma gaiola logo na entrada de sua casa. O bicho olha em volta, em seguida olha para a senhora e diz:
Nova casa. Nova cafetina. A mulher fica um pouco espantada mas depois acha engraçado. As filhas da senhora chegam da escola e o papagaio diz:
Nova Casa. Nova Cafetina. Novas Putas. As meninas ficam espantadas, mas a mãe explica o caso e elas também acham engraçado. Então o marido chega em casa à noite e o papagaio olha para ele e diz:
Nova Casa. Nova Cafetina. Novas Putas. Oi Jorge! Mudou de puteiro?

15 votos

 

Anedota nº 790

O sujeito vai ao psiquiatra e desabafa: - Doutor, eu não aguento mais! A minha mulher está completamente maluca! - Hum... Diga-me o que ela tem. - Ela adoptou 50 gatos para deixar no nosso apartamento de 50 metros quadrados! E o pior de tudo é o fedor, porque as janelas ficam sempre fechadas! - Hum... Mas por que você não abre as janelas? - Tá louco? - grita o paciente, histérico - Vou deixar os meus trezentos pombos fugirem?

14 votos

 

Anedota nº 789

Em uma viagem à Espanha, o brasileiro vai almoçar em um restaurante e pede a especialidade da casa. Quando o prato chega, ele come com voracidade e acha uma delícia. Só depois de terminar, pergunta ao garçon: - Amigo, que tipo de carne era essa que eu comi? - Eram os testículos do touro que morreu hoje na tourada, senhor. - O quê? - perguntou ele, assustado - Eu comi as bolas do touro que foi sacrificado? - Sim senhor... Nos nossos costumes, isto é uma grande honra! Por pouco, o sujeito não faz um escândalo maior e, no dia seguinte, ele volta ao restaurante: - Por favor amigo, o senhor poderia me preparar a especialidade da casa? - Os testículos? - perguntou o garçon, desconfiado. - Sim, decidi que não devo ter preconceito, afinal, o prato é uma delícia! Mande preparar os testículos! Depois de alguns minutos o garçon traz o prato e, novamente o brasileiro come vorazmente. - Novamente o prato estava uma delícia! - diz ele ao garçon - mas desta vez os testículos estavam bem menores! - É verdade, senhor - concordou o garçon - mas o senhor tem que entender que o touro nem sempre perde a tourada.

14 votos

 

Anedota nº 788

O Rei da Selva
O Leão, o Rei da Selva, vai saindo de um bar na savana. Tem um péssimo aspecto e todas as características de um bêbado. É. É isso aí: ele está completamente embriagado. Ele passa perto de uma raposa, levanta ela pela cauda e pergunta:
Quem é o Rei da Selva?
É o senhor. Todo mundo sabe disso, seu Leão.
O Leão solta a raposa no chão e passa por um veado. Levanta o veado do chão e pergunta a ele:
Quem é o Rei da Selva?
O meu reizinho é você, seu Leãozinho.
Solta o veado no chão e vai encontrando a tartaruga, o coelho, a hiena, o lobo, o avestruz. A todos repete a pergunta e sempre recebe a mesma resposta: o Leão é o Rei da Selva. Daí a pouco, ele encontra um enorme elefante, segura a tromba dele e pergunta:
Quem é o Rei da Selva?
O elefante dá aquela olhada lá de cima, enrola a tromba no leão e joga ele numa pedra. Pega o leão outra vez, joga ele para cima e o leão cai no chão meio zonzo. Repete isso várias vezes até que o leão, já sem forças, diz ao elefante:
Tá bom, pode parar, pode parar. Já que você não sabe quem é o Rei da Selva não precisa ficar assim tão nervoso não.

15 votos

 

Anedota nº 787

Uma galinha em Brasília
Caso raro: descobriram numa cidade do interior do país uma galinha que botava ovos quadrados. O dono da galinha levou o animal para Brasília para ser investigado por uma instituição de pesquisas. Os pesquisadores ficaram muito curiosos e viram uma oportunidade de escrever artigos, monografias e teses sobre o assunto. No acordo com a instituição de pesquisa, ficou decidido que a galinha iria receber uma remuneração - coisa muito justa, por sinal.
Os dois - a galinha e o dono - se mudaram para Brasília e lá se instalaram. A partir daí, a galinha começou a botar ovos ovais, como toda galinha digna desse nome. Foi assim no primeiro dia, no segundo e no terceiro. O dono achou que devia ter sido o impacto da viagem, problemas de adaptação com o clima da capital do país, uma coisa dessas. Mas no quarto dia ele ficou preocupado: viu que a remuneração estava ameaçada (ele estava era de olho no dinheiro dela) e foi conversar com a galinha. Queria saber qual a razão da mudança no formato dos ovos.
É o seguinte - disse a galinha.
Agora que eu sou funcionária pública federal, você acha que eu vou continuar a sacrificar o meu cu botando ovo quadrado?

15 votos

 

Anedota nº 786

A zebrinha
A bela zebrinha é uma adolescente muito inquieta e quer conhecer o mundo. Ela sai passeando por aí, vai andando, andando e vê uma galinha. Curiosa, ela vai saber o que é aquilo.
Sou uma galinha, você não conhecia?
Não, não conhecia. O que é que você faz? Para que é que você serve?
Eu boto ovos. Todo o dia eu boto um ovo.
Lá mais na frente a zebrinha vê uma vaca, vai conversar com ela e faz a mesma pergunta. A vaca responde:
Eu dou leite. Todo dia eu dou mais de vinte litros de leite.
E a zebrinha continua a conhecer o mundo. Tudo lhe é novidade. Aí ela encontra um cavalo e faz mesma pergunta:
O que é que você faz? Para que é que você serve?
Vem cá e tira esse pijama aí que eu te mostro, vem - responde o cavalo.

16 votos

 

Anedota nº 785

Uma bela senhora passeava alegremente o seu cão quando foi abordada por um sujeito que lhe perguntou: Morde? Não, respondeu a alegre senhora! Retorquiu novamente o sujeito: "E o cão?"

15 votos

 

 

Categorias:

Pesquisar

Colabora com o SuperDivertido enviando-nos anedotas para o email sd@portoxxi.com

 

[Adicionar aos Favoritos]    []    [Webmasters- Coloque no seu site]    [Recomende a um amigo]

[CHAT]    [Livro de Visitas]    [Crianças Desaparecidas]    [WebDesign]

Copyright © 1999 PORTOXXI.com - Todos os direitos reservados